"[...]mas faz-nos esboçar uma realidade supra-sensível compatível com o uso experimental da nossa razão. Sem uma tal precaução, não saberíamos fazer o mínimo uso de semelhante conceito e deliraríamos ao invés de pensarmos.[...]"

18
Nov 08

Herberto Helder, no seu último livro:

Li algures que os gregos antigos não escreviam necrológios,

quando alguém morria perguntavam apenas:

tinha paixão?

Os gregos, sempre os gregos, ou a arte de fazer as perguntas certas.

escrito por José Carlos Cardoso às 22:47

Novembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
15

16
17
20
21
22

23
24
29



eu, imagem
seguir os sinais
 
blogs SAPO