"[...]mas faz-nos esboçar uma realidade supra-sensível compatível com o uso experimental da nossa razão. Sem uma tal precaução, não saberíamos fazer o mínimo uso de semelhante conceito e deliraríamos ao invés de pensarmos.[...]"

04
Out 08

 Setembro sempre foi o meu mês também por causa desta ausência, como que imposta por outrem que vem de dentro, por pensamentos em catadupa que não param, esboços, esquizos de ideias, esquematismo primitivo que se rumina depois, muito depois, e que origina um ano de trabalho. Sim, porque o meu ano sempre começou no Outono.

escrito por José Carlos Cardoso às 22:32

Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
15
16
17
18

21
22
24
25

27
29
30
31


eu, imagem
seguir os sinais
 
blogs SAPO